ajudinha informatica

blog com dicas e ajuda em informatica e conhecimentos em geral

Sofrer por uma boa causa

Sofrer por uma boa causa

No dia 01 de dezembro de 1955, Rosa Parks regressava a sua casa depois de sua jornada de trabalho como assistente e costureira em Montgomery, capital do Estado do Alabama. Subiu em um ônibus que percorria a Cleveland Avenue. Viu uns lugares livres no meio do ônibus e sentou-se. Eram alguns assentos que estavam livres para pessoas negros, porém que de acordo com as leis de segregação então vigentes, deviam ser cedidos aos brancos se estes não encontrassem assentos nos dez primeiros bancos, que já estavam reservados exclusivamente para eles.

Na parada seguinte, os assentos para brancos se esgotaram e o condutor exigiu que Rosa Parks e outros três cidadãos negros se levantassem de seus lugares. Ela estava esgotada. Doíam-lhes os pés. Estava cansada de tantas horas de trabalho, porém estava sobretudo cansada de tanta injustiça social. Aquele dia pensou que aquilo não podia continuar assim.

O condutor gritou:

– Não vais levantar?

– Não – respondeu ela.

– Bom, então farei com que a arrastem.

– Pode fazê-lo – respondeu serenamente.

Rosa foi arrastada e condenada a pagar uma multa de dez dólares, mais outros quatro a título de custas judiciais. Nesse tempo, estava em vigor a doutrina de “separados, porém iguais”, imposta pela Corte Suprema dos Estados Unidos em 1896, a base do famoso caso “Plessy versus Fergusson”.

A notícia da condenação de Rosa Parks correu de boca em boca por toda a cidade. A comunidade negra se uniu como uma só pessoa e organizou um boicote total contra as empresas de ônibus de Montgomery. Durante mais de um ano, aquela população de quase cem mil habitantes viu como os cidadãos negros se locomoviam pacientemente a pé, de um lado para o outro, em uma luta silenciosa contra a segregação racial.

As empresas de ônibus arruinaram-se, já que dois terços de seus passageiros habituais eram negros. O boicote foi um êxito e o movimento pelos direitos civis se espalhou por todo país. Em 20 de dezembro de 1956, Montgomery aboliu as leis de segregação raciais no sistema de transporte. O exemplo foi imitado em outros lugares e em menos de um ano dezenas de cidades seguiram o mesmo caminho.

Rosa Parks foi uma mulher simples que com aquele memorável ato de valor foi elevada à categoria de lenda. Naquele dia permaneceu sentada, com dignidade e valentia, com toda a força da história dos sofrimentos de sua raça pulsando em seu sangue. Seu gesto percorreu o mundo e suas palavras sempre poucas e nobres, atravessaram a sociedade da sua época.

“Nunca pensei em ser uma heroína, eu simplesmente fiz o que era correto, segundo a minha consciência. Quero ser lembrada com uma pessoa que se levantou contra a injustiça, que quis um mundo melhor para os jovens. Uma mulher que quis ser livre e que quis que outros fossem livres”.

Era uma mulher culta, estudiosa, que tinha uma estranha serenidade ante os acontecimentos, com esse poder e essa dignidade tão necessários para defender a verdade sem violência. Recebeu numerosas homenagens de gente poderosa e teve que sofrer muito, porém foi valente e não se amedrontou.

Começou sozinha, mas foi a catalisadora de uma grande mudança.

Atuou sem acalentar o rancor ou a revanche e nunca se permitiu ser humilhada nem odiar. Sua figura tem servido a muitos como inspiração para lutar pelo que é justo, para atrever-se a mostrar a cara, quando, sem dúvida, é mais fácil deixar as coisas como estão.

Porque é difícil conseguir que as coisas melhorem sem aceitar que esse empenho supõe, quase sempre, sofrer e fazer sofrer, ao menos inicialmente.

O mundo melhora quando as pessoas apostam em causas que valem a pena e, sobretudo, quando não as iludem para evitar-se assim o correspondente sofrimento.

Anúncios

13 de maio de 2009 Posted by | entretenimento, Uncategorized | Deixe um comentário

10 dicas para Windows Messenger – msn

10 dicas para Windows Messenger

Saber quem adicionou você à lista de contatos, colocar um apelido vazio, apagar o endereço de e-mail de um computador público são alguns dos truques que podem ser aplicados a um dos mais populares programas de mensagens instantâneas, o Windows (ou MSN) Messenger, da Microsoft. Confira 10 dicas para explorar ao máximo os seus bate-papos online:

1) Deixe o apelido vazio

O Messenger obriga o usuário a escrever um apelido para ser identificado pelos demais. Mas é possível deixar o espaço em branco. No campo do apelido, enquanto mantém a tecla ALT pressionada, digite “0160” (sem aspas) no teclado numérico – normalmente do lado direito do teclado.

2) Quem adicionou você à lista de contatos

Pode ocorrer de um usuário adicionar você à lista de contatos sem o seu conhecimento. Para ter mais controle, existe uma área do programa que revela esta lista. Vá em Ferramentas > Opções > Privacidade, e clique no botão Ver. Vai aparecer a relação de todas as pessoas que têm você em suas listas de contato.

3) Utilize um endereço que não seja do Hotmail

Sim, é possível utilizar outro endereço de e-mail que não seja do Hotmail ou do MSN. Para tanto, é necessário entrar no Microsoft Passport (www.passport.net) e efetuar um novo registro. Preencha os dados solicitados e, no campo e-mail, digite o endereço com o qual você deseja se conectar ao Messenger (é necessário ser um e-mail válido). Depois de terminado o processo, basta aguardar uma mensagem por meio da qual você poderá ativar a nova conta.

4) Guarde a lista de contatos

Para o caso de você trocar de conta (dica anterior), é fundamental que você conserve a sua lista de contatos (do contrário, vai ter que adicioná-los um a um). Para isso, clique no menu Contatos e em Salvar lista de contatos. Finalmente, selecione uma pasta na qual o Messenger guardará o arquivo.

Para recuperar a lista em uma nova conta, vá novamente em Contatos e clique na opção Importar contatos de um arquivo. Em seguida, selecione o arquivo guardado.

5) Evite mensagens de pessoas que não estão na sua lista

Abra o menu Ferramentas do Messenger e clique em Opções. Depois selecione a aba Privacidade. Acima das listas de usuários, marque a opção Somente as Pessoas da minha Lista de Permissões podem ver meu status e enviar mensagens para mim.

6) Apague o endereço de e-mail de um computador público

Muitos amantes da privacidade detestam que o endereço de e-mail utilizado para acessar o Messenger fique armazenado em um computador público, como os de cibercafés. Para evitar isso, siga os seguintes passos (depois de encerrar a seção do Messenger):

# Clique no botão Iniciar (do Windows) e em Executar;
# Digite no campo de texto “control userpasswords2” (sem aspas);
# Clique em OK. Vai aparecer a janela Contas de usuário;
# Selecione a aba Avançado;
# Clique em Gerenciar Senhas e selecione o endereço que você deseja remover do computador;
# Aperte o botão Remover e feche as janelas;

7) Faça desaparecer a janela “MSN Hoje”

Para fazer com que a janela “MSN Hoje” não apareça mais no início da seção, clique em Ferramentas > Opções > Geral. Depois, desative a opção Exibir o MSN Hoje ao entrar no Messenger.

8) Quebre a linha sem enviar a mensagem por acidente

É comum, durante o bate-papo, o usuário tentar quebrar a linha com a tecla Enter e acabar enviando a mensagem incompleta. A solução é simples: basta manter a tecla Shift pressionada ao apertar Enter.

9) Dê um zoom no bate-papo

Esta é uma opção interessante para aqueles que não gostam de caracteres pequenos. Para dar um zoom na mensagem – tanto no campo de bate-papo como no de digitação -, pressione a tecla Control e movimente a roda do mouse para aumentar ou diminuir o tamanho das letras.

10) Troque o fundo

A imagem de fundo do Messenger é o arquivo lvback.gif, localizado na pasta C:Arquivos de programaMessenger. Basta colocar uma imagem de mesmo nome no local – mas sugerimos que, antes, você renomeie a original para, por exemplo, lvback_original.gif.

Depois de copiada a nova imagem para a pasta do Messenger, o fundo vai aparecer na próxima vez em que o programa for inicializado.

13 de maio de 2009 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário