ajudinha informatica

blog com dicas e ajuda em informatica e conhecimentos em geral

Dicas para usar seu MP4

Você tem um MP4 e não sabe como usa-lo?
Aqui vai algumas dicas com perguntas e respostas com as questões mais procuradas.

Primeira carga


Essa é a pergunta mais básica feita por muitos.
A primeira carga do mp4, assim como a dos celulares, precisa de um tempo maior.
Recomenda-se que a primeira carga seja de no mínimo 6 hrs e no máximo 24 hrs.

Quando eu sei que o mp4 está carregado?


A grande maioria dos carregadores que acompanham o mp4 possuem dois leds (luzes), uma vermelha e outra verde.
Enquanto a luz verde do carregador estiver acesa o mp4 estará sendo carregado, quando a luz verde se apagar o seu mp4 se encontrará carregado.
Recomenda-se apenas carregar seu mp4 quando o mesmo esteja totalmente descarregado e não dar cargas parciais (carregar toda a bateria).

  Como passar as músicas pro meu mp4?


No Windows XP é só plugar o cabo USB no pc. Ele vai instalar automaticamente o mp4 e irá aparecer uma unidade de disco removível em Meu computador. Ex: Disco Removível (F:)
É só abrir a pasta do disco removível e colocar seus arquivos Mp3 dentro.
Atenção: Se as músicas Mp3 derem erro de formato quando você for escutar Mp4, provavelmente as músicas estão protegidas contra gravação, o que impossibilita elas de serem reproduzidas no aparelho.

  Como passar vídeos pro meu mp4?


É só seguir o mesmo procedimento de passar músicas. Vá na pasta do disco removível e ponha os vídeos dentro.
Atenção: Os vídeos devem ser convertidos para o formato AMV utilizando o programa AMV converter que encontra-se dentro do pacote Mp3 utilities que você encontra dentro do cd que acompanha o produto.

Coloco os vídeos em formato Mp4 mas não roda.


O aparelho Mp4 não roda a extensão Mp4 e sim AMV, MTV, SMV e etc.
O nome Mp4 veio só para diferenciar o produto do aparelho Mp3. tudo uma jogada de marketing.

Como retirar o Mp4 do PC com segurança?


Sempre utilize a opção >>Remover Hardware com Segurança? para evitar perder seu Mp4.

  Os meus vídeos convertidos travam ou dão erro de formato.


Problema comum dos usuários de Mp4.
A resolução é simples:
Diminua a resolução do vídeo, nem sempre a resolução do vídeo que acompanha o Mp4 é a resolução que roda no aparelho.

  E qual a resolução ideal para meu aparelho ?


Para rodar sem problemas utilize a resolução a seguir:
Para telas de 1,5? use a resolução 128×96
Para telas de 1,8? use a resolução 128×128
Para telas de 2,0? use a resolução 160×120

  Como desligar a tela do aparelho enquanto as músicas tocam?


Vá nas configurações do aparelho, selecione a opção LCD Set depois a opção Black e escolha um tempo. Depois faça o mesmo procedimento, no entanto selecione a opção Darkle e escolha o mesmo tempo selecionado anteriormente.


  Como dividir meus arquivos em pastas?


Super simples, você cria pastas normalmente no seu disco removível e divide os arquivos entre as pastas.
Depois, lá no mp4, é só encontrar a pasta e clicar em play.
Atenção: Para selecionar pastas no mp4 seu modo de reprodução tem que estar em normal.

  Meu mp4 só toca 10 segundos de cada música.


Isso acontece porque ele está no modo de reproduzir a introdução. Mude o modo de reprodução para normal e seja feliz.

Atualizei o firmware do meu mp4 e agora ele não funciona mais. O que eu faço?


Você é mais um que pensa que qualquer firmware serve pro mp4.
Faça o seguinte, siga os passos desse tutorial e corra pro abraço.
http://forum.clubedohardware.com.br/index.php?showtopic=403210

  Como formatar meu mp4?


O ideal é você não formatar o mp4, mas se não tiver jeito, você tem que primeiro verificar o modo de formatação do seu mp4, se estiver em Fat você terá que formatar em Fat. Caso vc formate um mp4 com sistema de arquivo Fat em Fat 16 ou Fat 32 você perderá memória. Ex: de 1gb passa pra 88mb sendo quase impossível reverter esse quadro.

Como deixar a hora certa no relógio?


Na maioria dos mp4 nem adianta tentar porque quando eles são desligados a hora e a data são apagadas.

  Como colocar texto no meu mp4?


Você terá que copiar o texto para o bloco de notas e salvar, aí é só copiar o arquivo do bloco de notas para o mp4.

Coloquei 200 arquivos(pode ser mais) no mp4 mas ele só toca 99.

Isso é normal no mp4, para resolver esse problema você terá que dividir seu arquivos em pastas contendo 99 arquivos no máximo.

ULTIMA DICA:
Não fique tirando e colocando o plug do fone no mp4, isso pode ocasionar problemas

Anúncios

24 de março de 2009 Posted by | como usar, dica, dicas, hardware, mp3, musica, O que é, pc, Tutorial | Deixe um comentário

Orkut perde maior comunidade de troca de músicas

comunidade.jpg picture by evertonlog


A comunidade do Orkut ‘Discografia
‘ anunciou seu fim após disputa de meses com representantes das gravadoras

Quase 1 milhão de internautas amanheceram nesta segunda-feira (16) com uma comunidade a menos no seu Orkut. Após meses de queda de braço com representantes das gravadoras, a comunidade “Discografias” anunciou, no domingo à noite, seu fim.

A “Discografias” foi criada em novembro de 2005 e era relacionada a outras comunidades, como “Trilhas Sonoras de Filmes”, “Trilhas Sonoras de Novelas”, “Coletâneas (V.A.)”, “Pedidos”, “Dicas/Dúvidas” e “Índice Geral” – todas fechadas neste domingo.

“Informamos a todos os membros da comunidade ‘Discografias’ que encerramos as atividades devido às ameaças que estamos sofrendo da APCM [Associação Antipirataria Cinema e Música] e outros orgãos de defesa dos direitos autorais”, diz uma nota publicada no Orkut, assinada pelos moderadores, que não se identificam. A nota não informa que tipo de ameaça estaria sendo feita contra eles.

Essa exclusão já era aventada pelo próprio Google, responsável pelo Orkut, desde 2008, “Não é com o fechamento desta comunidade e outras equivalentes que as gravadoras irão aumentar seus lucros”, afirmaram os moderadores, no comunicado de despedida.

Poucos minutos após o anúncio, a repercussão do caso tomou dezenas de blogs e twitters (microblogs), que protestaram madrugada adentro. Até a publicação desta reportagem, Google e APCM não tinham se pronunciado.

A declaração acirrou os ânimos, fazendo circular um abaixo-assinado (que já conta com 26 mil nomes) contra a exclusão do endereço. À época, a associação conseguia, com auxílio do Google, excluir alguns pedaços da comunidade, mas admitia ter problemas com o tamanho e a complexidade do fórum.

Os moderadores também chegaram a se defender, em entrevista por e-mail realizada em outubro último. “Muitas bandas, hoje, tanto no Brasil quanto no exterior, assumem que não fariam sucesso se não fosse a internet. Até o Presidente da República deu uma declaração favorável sobre ‘baixar músicas da internet’. Ilegal e pirataria, na nossa opinião, é a venda de CDs piratas”, disseram, sem sair do anonimato.

17 de março de 2009 Posted by | google, internet, musica, orkut | Deixe um comentário

MP3: o que é e como surgiu

Introdução

Segundo os sites de busca, a sigla MP3 (MPEG Audio Layer-3) é um dos assuntos mais pesquisados nestes serviços, perdendo apenas para “sexo”. Isso tudo, graças à revolução que o MP3 causou no mundo do entretenimento, principalmente após sua grandiosa fama na internet. Tal revolução simplesmente fez a indústria fonográfica se abalar completamente e travar uma dura resistência contra o formato. Este artigo mostrará um pouco da história do MP3, assim como seu funcionamento, além de dicas de programas para você poder usufruir do MP3, se você já não o faz.

O que é MP3

MP3 é um formato eletrônico que permite ouvir músicas em computadores, com ótima qualidade. Assim como o LP, o K7 e o CD, o MP3 vem se fortalecendo como um popular meio de distribuição de canções. Mas porquê? A questão chave para entender todo o sucesso do MP3 se baseia no fato de que, antes dele ser desenvolvido, uma música no computador era armazenada no formato WAV, que é o formato padrão para arquivo de som em PCs, chegando a ocupar dezenas de megabytes em disco. Na média, um minuto de música corresponde a 10 MB para uma gravação de som de 16 bits estéreo com 44.1 KHz, o que resulta numa grande complicação a distribuição de músicas por computadores, principalmente pela internet. Com o surgimento do MP3 essa história mudou, pois o formato permite armazenar músicas no computador sem ocupar muito espaço e sem tirar a qualidade sonora das canções. Geralmente, 1 minuto de música, corresponde a cerca de 1 MB em MP3.

Sendo assim, não demorou muito para o formato se popularizar e conseqüentemente, deixar as gravadoras preocupadas com seus lucros. O MP3 alcançou um sucesso tão grande que quando as gravadoras se deram conta, o formato já estava presente em milhões de computadores em todo o mundo.

Como surgiu e o funcionamento do MP3

Em 1987, o IIS (Institut Integrierte Schaltungen), na Alemanha, juntamente com a Universidade de Erlangen, começou a trabalhar numa codificação perceptual de áudio para Digital Audio Broadcasting (Transmissão Digital de Áudio). Todo o trabalho resultou num algoritmo de compressão de áudio chamado MPEG Audio Layer-3, que tempos depois ficou conhecido como MP3.

Um dos objetivos da criação deste formato era conseguir reproduzir som com qualidade de CD com uma taxa de compressão razoável. Para gravar um CD, a taxa de gravação (bit rate) é de cerca de 1,4 Megabit por segundo. Em MPEG Audio Layer 1 e 2 (MP1 e MP2), as taxas são de 348 KB/s e 256-192 KB/s respectivamente. O MP3 conseguiu abaixar essa taxa para 128 e 112 KB/s. E mesmo com essa taxa mais baixa, a qualidade sonora foi mantida quase que totalmente. Isto foi possível graças às técnicas de codificação perceptual, que não é uma simples compressão de dados, mas sim, um método que consiste em somente utilizar as freqüências sonoras que são captadas pelo ouvido humano. Uma vez que um padrão de freqüência tenha sido definido para a audição humana, as demais freqüências (que não são captadas pelo homem) podem ser descartadas, já que não há razão para gastar espaço ao armazenar esses dados.

Neste ponto você deve ter percebido que as músicas originais (tanto em CD como nas gravadoras) são diferentes das canções convertidas para o formato MP3, já que trazem “excesso de informação”. Falando de grosso modo, o que o MP3 faz é simplesmente “aparar” as músicas, deixando só o que é útil.

MP3 × Gravadoras

Com toda essa sofisticação e com toda a acessibilidade proporcionada pela internet, nada mais natural que o MP3 fizesse um grande sucesso, principalmente após o lançamento de softwares que funcionam como “tocadores” de MP3, como o pioneiro Winamp. Mas, até aí, nada havia sido feito pelas gravadoras, até que a empresa Diamond Multimidia lançou um aparelho (MP3Player) que permitia ao usuário ouvir seus MP3s onde quisesse, como num walkman: tratava-se do Rio. O aparelho despertou a fúrias das gravadoras que logo entrou com processos contra a companhia, sob a alegação de pirataria. Mas após muitas apelações (e uma quantia de dinheiro), a Justiça determinou que o Rio não era um aparelho de gravação digital de áudio, mas apenas um meio de execução de MP3. Após isso, o mercado viu (e vê) o lançamento de vários aparelhos compatíveis com essa tecnologia.

A Era Napster

O americano Shawn Fanning, desenvolveu um software que permitia aos internautas compartilharem MP3 pela internet: o Napster. O programa tornou muito fácil a tarefa de encontrar e baixar MP3 pela rede, pois possibilitou a formação de um enorme acervo de música digital. Isso porque o Napster usava um método totalmente diferente. Não armazenava nada em seus servidores, apenas um índice, que era necessário para a busca de canções. Uma vez que alguém tenha encontrado a música desejada, o download passava a ser feito a partir dos computadores de usuários do serviço que tenham a música armazenada em seu PC. Ou seja, cada computador cadastrado no serviço era ao mesmo tempo cliente e servidor.

Como o Napster proporcionou uma facilidade enorme para encontrar MP3, o serviço logo virou uma verdadeira “febre”. A Indústria Fonográfica começou então, uma série de disputas judiciais contra o Napster. Inclusive a banda Metallica, com ações lideradas pelo baterista do grupo, Lars Ulrich, entrou com processos contra o serviço, assim como o cantor de rap Dr. Dre. Após muitas batalhas as gravadoras acabaram vencendo o Napster, que teve que tirar de seu índice todas as canções protegidas por direitos autorais (ou seja, quase todas as músicas), o que praticamente, tirou o serviço de funcionamento.

Mesmo com o Napster fora de jogo, outros sucessores apareceram e permitiram que a troca de músicas entre internautas continuasse.

Programas

Há vários programas bons para executar MP3, tanto para gravar, ouvir, ou fazer seu álbum no computador. Um dos mais usados, é o Winamp, que possui versões gratuitas e pode ser baixado em www.winamp.com. O programa é compatível com vários formatos e tem vários recursos. Um deles é a possibilidade de colocar skins ou peles (efeitos visuais no programa), que podem ser baixado em vários sites. O programa é leve e bastante intuitivo. Possui um gerenciador de listas de MP3 muito prático e que facilita a organização e a execução de faixas.

Para os usuários do sistema operacional Linux, existe um programa muito semelhante ao Winamp (inclusive nos recursos) que acompanha várias distribuições: trata-se do XMMS, cujo site é www.xmms.org.

Outros programas como os players de vídeo Windows Media Player (em versões atuais), o Real Player e o Quick Time, também executam MP3.

Gravação de MP3

O método de gravação de MP3 mais usado é o que consiste em colocar um CD de música no computador e, através de um programa ripper, como o FreeRIP (que pode ser baixado em http://www.mgshareware.com), converter as faixas do CD para arquivos MP3. Geralmente isso é feito da seguinte forma: o programa passa os dados digitais da canção no formato CD-DA (o formato do CD) e os armazenam num diretório temporário. Depois, esses dados são convertidos para o formato WAV e, em seguida, são comprimidos em MP3.

A qualidade sonora resultante depende do software usado, do hardware da máquina e da configuração escolhida. Pela taxa padrão de gravação de MP3 (128 Kbits por segundo), cada minuto de música corresponde à cerca de 1 MB em disco. Mas essa taxa pode ser alterada, conforme a disponibilidade de recursos dos softwares de gravação (ripper). Por exemplo, você pode aumentar essa taxa para 192 Kbits por segundo, o que aumenta a qualidade sonora, mas conseqüentemente, ocupa mais espaço.

15 de março de 2009 Posted by | como usar, dica, mp3, musica, O que é, pc, Tutorial | Deixe um comentário

Afine seus ouvidos com os jogos de música

Dance pelas ruas, produza bandas e aprenda a tocar seu instrumento favorito com estes games.

Segundo teorias musicais modernas, a música está em todos os lugares desde uma composição clássica até mesmo o rangido de um aporta se abrindo. No mundo dos jogos não seria diferente, no começo ela servia apenas para ilustrar o clima do game, mas hoje a música é o objetivo principal de muitos deles. Apure seus ouvidos e sintonize-se na seleção de jogos musicais que o Baixaki preparou para você. É só conferir, ensaiar bastante e aguardar os aplausos.

As Primeiras Notas

Todo mundo nasce com ouvidos, mas ninguém nasce sabendo como expressar com precisão o que ouve e sente. A educação musical é muito mais fácil e frutífera quando realizada logo na infância e, quanto mais divertida melhor. Music Memory, Happy Note! Note Cracker e Happy Note Treble and Bass Clef são joguinhos simples que ensinam os primeiros passos no caminho da música.

Ao contrário do que muitos pensam, o ritmo é muito mais essencial para qualquer música do que as notas. Antes de debulhar o instrumento é preciso estar firme no ritmo, conte com a ajuda de Minubeat e Synaesthete e estará dominando o tempo das batidas em menos tempo do que imagina.

Mexa o Esqueleto

Tudo bem, agora que você já tem ritmo, chegou a hora de mostrar o que aprendeu nas pistas de dança. Se você ainda se sente um pouco envergonhado e deseja praticar um pouco antes de sair pelos clubes, uma boa dica é S tepmania, uma versão para o PC daqueles fliperamas de dança.


Mas no momento em que você ouvir as pistas de dança chamando o seu nome, responda o chamado com muita diversão nos jogos multiplayer online. Uma audição para os novos dançarinos esta sendo feita em Audition Online Dance Battle enquanto as ruas da cidade pegam fogo em Dance! Online Open Beta e 5 Street.

Para Crescer no Ramo

Basicamente o que você precisa para se dar bem no ramo da música é contar com uma boa produção e criar entrosamento com a sua banda. Seja um produtor de sucesso e coloque sua música no topo das paradas em Music Wars, Popscene e Rock Legend. Reserve um estúdio para você praticar com seus amigos em DigiBand, Band in a Box e Tap a Jam. Depois do sucesso, só resta a você aproveitar o que a vida de astro tem de melhor com Shady O´Grady´s Rising Star.

Mão nas Cordas

Ok, chega de enrolação, o que você quer mesmo é por a mão na massa e começar a tocar de verdade, não é mesmo? Piano e teclado vão ser tirados de letra com o Synthesia, já se o que você quer é soltar os braços em uma bateria, o seu game é o INXS: Bang the Drum. E não são só os karaokês que fazem você cantar, jogue com utilizando sua própria voz com o SingSong e Opera Slinger.


Mas o instrumento campeão de downloads ainda é a boa e velha guitarra. Recheada de distorção ou mesmo com efeitos mais limpos, estas cordas vibram no sonho de muita gente. Felizmente seu teclado pode assumir o papel deste instrumento em ótimos games como Guitar Zero, Frets on Fire e sua versão portátil: Frets on Fire Portable.

Todos os instrumentos até agora são muito bons, mas falta certa pegada nas composições próprias. E que tal contar com guitarra, baixo e batera tudo de uma só vez em um game com visual moderno? Conheça então a última versão de Guitar Rage, com este game você pode baixar novas músicas pela internet ou mesmo compor suas próprias faixas. Sem dúvida, esta é a grande estrela da noite!

Agora todos os instrumentos estão na sua frente, basta fazer a sua parte e ensaiar um bocado. Os jogos musicais de sucesso batem à sua porta, você vai continuar no silêncio do anonimato ou aceita o desafio de se tornar um astro da música?

15 de março de 2009 Posted by | Jogos, musica | Deixe um comentário